Como designer gráfico e desenvolvedor front-end, vejo a fotografia como uma habilidade importante para minha profissão. Considero um hobby, que uso para treinar meu olho para focar e ver as coisas por uma ótica diferente. Esta é a experiência que eu tive quando eu conheci Zim Pham, que me levou por um maravilhoso Photo Safari em Nova York.

New York CIty Photo Safari é um programa tão interessante, que pedi a Zim para responder a essa entrevista para nos contar um pouco mais sobre essa maneira diferente e divertida de conhecer a Big Apple.

Tive a sorte de conhecê-la em um evento que participei há alguns anos na cidade. Ela é fotógrafa profissional e estava promovendo os passeios. Minha atenção foi atraída pela forma apaixonada como ela fala sobre fotografia.

Seu talento a levou pelo mundo, conhecendo 45 países, o que lhe deu experiência valiosa em sua determinação e criatividade para tirar fotos exclusivas. Volkswagen, HP, IBM, Bank of America, Sony, Revista Time são alguns de seus clientes. Ensinando, ela encontrou uma forma de compartilhar seus conhecimentos.

Trabalhando em conjunto com outros fotógrafos profissionais, todos os passeios do New York City Photo Safari oferecem entretenimento e diversão diferenciados.

Zim Pham ensinando no Photo Safari do Central Park
Zim Pham ensinando no Photo Safari do Central Park

NYK: Zim, esse é seu nome verdadeiro ou um apelido profissional?

Zim: “Zim” é a forma como se pronuncia meu nome, que se escreve “Diem”. Aqui nos Estados Unidos é mais fácil usar “Zim” para evitar confusão.

NYK: Por que você começou a fotografar?

Zim:  Comecei a fotografar com 12 anos, inspirada por meu irmão que tinha uma câmera ENORME! Desde então, descobri um grande prazer na fotografia.

©Photo Safari New York City
©Photo Safari New York City

NYK: O que é Photo Safari?

Zim: É uma aula para pequenos grupos ou indivíduos que queiram capturar o encanto característico da Big Apple. Nova York se torna o pano de fundo e sala de aula, que oferece oportunidades fotográficas únicas para melhorar seus conhecimentos de fotografia e guardar lembranças para o resto da vida.

NYK: Normalmente, quantas pessoas participam de um Photo Safari?

Zim: De quatro a seis pessoas. No máximo, oito.

©Photo Safari New York City
©Photo Safari New York City

NYK: Quando foi fundado o New York City Photo Safari?

Zim: Em 2011.

NYK: Brasileiros participam dos safaris?

Zim: Sim, normalmente temos pelo menus um ou dois brasileiros que adoram fazer os safáris Iconic New York 1, onde fotografamos pontos turísticos como o Rockfeller Center, Radio City Music Hall, o Empire State e Central Park. Tivemos uma resposta tão positiva que criamos o Iconic New York 2, onde vamos para Times Square, o edifício Chrysler, Bryant Park – onde acontece a New York Fashion Week -, Grand Central Terminal e a Biblioteca Pública de Nova York. Os Photo Safari que visitam somente High Line e o Central Park também são os mais procurados.

©Photo Safari New York City
©Photo Safari New York City

NYK: Você já esteve no Brasil?

Zim: Infelizmente não, mas é um dos 5 primeiros de uma lista muito curta.

NYK: Quando for ao Brasil, pensa fotografar algo em especial?

Zim: Sim, adoraria fotografar o Carnaval!

©Photo Safari New York City
©Photo Safari New York City

NYK: Existe algum fotógrafo brasileiro cujo trabalho chama sua atenção e te inspira?

Zim: Sim, Sebastião Salgado! Durante a faculdade, eu o considerava meu herói!

NYK: Qual Photo Safari você recomenda para os iniciantes?

Zim: Recomendo o Central Park Photo Safari, onde se aprende como tirar fotos de ambientes urbanos, fazer a edição visual de uma imagem e se explora a multitude de cores que as folhagens das árvores oferecem através das estações do ano.

NYK: Que tipo de equipamento você recomenda para os iniciantes?

Zim: O que a pessoa trouxer está bom. Não é o equipamento, mas a pessoa que aperta o botão que faz a diferença. Ajudamos as pessoas a fazerem essa diferença!

A seguir, apresento o resultado do meu Photo Safari.

Serviço

New York City Photo Safari
Os safáris podem ser comprados online em http://newyorkcityphotosafari.com/
Por uma taxa adicional contrata-se um tradutor-intérprete para o português.
(Espanhol e hebraico também estão disponíveis)
Facebook: https://www.facebook.com/nycphotosafari
Twitter: http://twitter.com/nycphotosafari
Instagram: http://instagram.com/nycphotosafari

http://nyc.helvecio.com/wp-content/uploads/2014/09/destaque-nyk-photo-safary-new-york.jpghttp://nyc.helvecio.com/wp-content/uploads/2014/09/destaque-nyk-photo-safary-new-york-150x150.jpgHelvécioPela CidadeComo designer gráfico e desenvolvedor front-end, vejo a fotografia como uma habilidade importante para minha profissão. Considero um hobby, que uso para treinar meu olho para focar e ver as coisas por uma ótica diferente. Esta é a experiência que eu tive quando eu conheci Zim Pham, que me levou por um...Nova York vista de longe